sábado, 8 de dezembro de 2012

Kate Moss usa água, gelo e pepino para ter pele de top model



Considerada uma das modelos mais bonitas do mundo, Kate Moss continua com o mesmo sexy appel e beleza do início da sua carreira na década de 90


Foto: Shutterstock

Dona de uma intimidade incrível com as câmeras, a modelo inglesa Kate Moss - considerada uma das mulheres mais bonitas do mundo - acaba de mostrar num ensaio sensual para a edição espanhola da revista “Vogue” o mesmo sexy appel e beleza que marcaram sua carreira no começo da década de 90. Capa de dezembro da publicação mais bem conceituada do mundo da moda, a loira de 38 anos de idade aparece de seios à mostra e mais enxuta do que nunca nas imagens para fascinar ainda mais o público com suas curvas e sua pele radiante.

Longe de sofrer com o espelho, a top que quase triplicou os bens no último ano (sua companhia Skate LLP aumentou a renda de cerca de R$ 6 milhões em 2010 para R$ 19,5 milhões até o final de outubro de 2011), pode se dar ao luxo de não seguir um ritual intenso de cuidados com a cútis e o corpo, mas - assim como toda mulher - tem lá seus segredinhos para aparecer deslumbrante nas revistas.
Em entrevista ao jornal britânico “Sunday Times”, a mãe da pequena Lila Grace, de dez anos, revelou que costuma mergulhar o rosto em uma pia com bastante água, gelo e fatias de pepino para deixar a pele revitalizada.  “Coloco e tiro o rosto da pia durante mais ou menos uns dez minutos, mas faço isso apenas quando estou com a aparência muito cansada. Por incrível que pareça, esse método funciona”, garantiu.

Apesar de adorar ficar deitada sob o sol para exibir a tão desejada “cor do pecado” e de ter ignorado por muitos anos os efeitos nocivos dos raios ultravioleta sobre a pele, a ex-namorada do ator hollywoodiano Johnny Depp passou a usar filtro solar para manter a cútis protegida, depois de sofrer diversas vezes com o bronzeado excessivo. “Esta é a primeira vez que estou usando protetor com fator 50”, confessou a bela.
Vaidosa, assim como toda mulher que conhece um cosmético maravilhoso e, depois de tanto usar, não consegue mais trocar, Kate também sofre com o problema da descontinuidade dos produtos nas lojas. “É só eu gostar de uma coisa para ela deixar de ser produzida. Eles param de fabricar os melhores produtos, isso é muito chato. Por isso, mantenho um grande estoque, principalmente de creme hidratante. Não vivo sem ele”, entregou.

Lábios vermelhos e cílios volumosos
Furacão de sensualidade na passarela e nos editorias de moda, a símbolo sexual dos anos 90 não é o tipo de mulher que não vive sem maquiagem. No entanto, quando deseja brilhar, a loira de 1, 70 m de altura encontra na máscara para cílios, no lápis para contorno dos olhos, na sombra marrom esfumada e no blush a receita para realçar seus traços marcantes.

Além disso, para ficar ainda mais bonita, principalmente durante a noite, Kate é adepta do batom vermelho de sua primeira linha de batons, feita em parceria com a marca inglesa Rimmel, e do famoso curvex para deixar os cílios volumosos e conquistar um olhar perfeito.

Boa forma com alimentação saudável
Alvo de boatos de que teria enfrentado a anorexia ao longo de sua carreira, a modelo - que conseguiu reverter sua imagem depois de ter uma foto publicada nos jornais consumindo cocaína, em 2005 - garante não ter sofrido nenhum tipo de distúrbio alimentar durante seus 25 anos de profissão. "Quando ia a um desfile, em nenhum lugar havia comida. Por isso, se eu começava a fazer um desfile atrás do outro, acabava me esquecendo de comer” afirmou a estrela à revista americana "Interview".

Apesar de não enfrentar problemas com a balança e nem com a saúde, a musa das passarelas tenta seguir uma alimentação balanceada para chegar à casa dos 40 em plena forma. De acordo com o site inglês “The Sun”, a top que já não consome carne, tampouco alimentos derivados de animais, teria sido convencida pela estilista e amiga, Stella McCartney, a seguir também um cardápio vegetariano por, pelo menos, um dia.
 
Agência Hélice
Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário