domingo, 6 de janeiro de 2013

Saiba como garantir a depilação perfeita nas férias



Durante o verão, estar com a depilação em ordem é mais do que essencial para quem deseja encarar sem medo um belo biquíni
Foto: Shutterstock


Com o início da temporada de verão, estar com a depilação em ordem é mais do que essencial para quem deseja usar e abusar das roupas curtas que ficaram guardadas no armário o ano todo e ainda encarar sem medo um belo biquíni. Para fugir do erro e garantir um resultado perfeito dos métodos depilatórios caseiros, dias antes de embarcar para a praia, vale a pena investir em alguns cuidados especiais para eliminar os fiozinhos que insistem em aparecer nas pernas, axilas e virilha, sem prejudicar a saúde da cútis.
Independentemente do processo de depilação escolhido - lâmina de barbear, barbeador elétrico, cera quente ou fria ou creme depilatório - o encravamento dos pelos, as manchas e as famosas irritações acontecem na maioria dos casos. Por isso, confira, a seguir, os principais cuidados e truques para acertar na remoção dos fios e curtir o verão livre, leve e lisinha.
Esfoliação antes da depilação
O ritual da depilação começa bem antes da retirada dos fios. Por isso, o ideal é fazer uma leve esfoliação da cútis com movimentos circulares suaves para remover as células mortas e combater os pelos encravados. No entanto, o processo - realizado com esfoliantes caseiros ou industrializados - deve ser feito na hora certa.
"Não aconselho as pacientes a fazerem esfoliação da área a ser depilada poucos dias antes do procedimento, pois ele pode deixar a pele mais sensível, favorecendo o surgimento de manchas pós-depilação", alerta Roberta Bibas, dermatologista, pós-graduada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Por isso, a recomendação é usar esfoliantes uma semana antes da remoção dos fios.
Tome um banho antes
O banho de água morna ajuda a abrir os poros da pele e faz com que os pelos saiam com mais facilidade e menos dor, além de o risco de infecções ser menor. "Também vale a pena ficar atenta em relação à temperatura da água e à duração do banho, pois quanto mais quente e demorado o banho, menos hidratada a pele fica", lembra Luciana Macedo, dermatologista e diretora médica da Clinique des Arts, de São Paulo.
Hidratar é fundamental
Depilar uma pele que não esteja hidratada pode favorecer o encravamento dos fios e o ressecamento da cútis. Por isso, a dica é apostar em cremes hidratantes específicos para cada tipo de pele até uma hora antes do procedimento. Além disso, é importante ficar de olho nas reações da pele, pois algumas substâncias presentes nos produtos podem provocar irritações.
Atenção aos movimentos
Durante a retirada dos pelinhos com a lâmina de barbear, os movimentos devem ser feitos no sentido contrário ao crescimento do pelo para evitar o movimento de "vai-e-vem" que irrita a pele. Além disso, é preciso usar creme de barbear na região ou algum produto específico para facilitar o deslizar da lâmina.
Se a depilação for com cera, quente ou fria, a única objeção é não reaproveitar as ceras, isso evita infecções e o aparecimento dos pelos encravados. Com os cremes depilatórios deve-se apenas passar o produto e esperar os pelos caírem. O depilador elétrico, por sua vez, não pode ser passado muito rápido nem muito lentamente para evitar a quebra do pelo, uma das causas da foliculite.
Nada de sol
Com o fim do processo de remoção dos fios, o cuidado principal é evitar o sol, pois o contato direto dos raios ultravioleta com a pele favorece o surgimento de manchas e tende a deixar a cútis mais ressecada. "O sol deve ser evitado por, pelo menos, três dias. Depois desse prazo, as mulheres podem frequentar as praias com protetor solar de fator 30", informa Luciana. 
Acalmar a pele
Logo após o ritual, a pele deve ser revitalizada para superar o processo traumático da depilação. A dica é apostar em produtos feitos à base de substância calmantes, como camomila, Aloe vera e corticoides. "Além disso, compressas frias feitas com chá de camomila ou água termal são bem eficazes", indica Luciana. Nas axilas, onde a ardência é maior, também vale a pena passar uma loção hidratante ou em gel sem álcool.
Agência Hélice
Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário