sexta-feira, 24 de maio de 2013

Pesquisa aponta que esmalte pode transmitir fungos e causar micose


Esmaltes podem transmitir fungos causadores da micose da unha Foto: Getty Images
Esmaltes podem transmitir fungos causadores da micose da unha
Foto: Getty Images
  • Direto de São José do Rio Preto

Esmaltes, quando contaminados por fungos advindos de uma unha com infecção (micose), podem ser o veículo de transmissão destes agentes para unhas saudáveis. Este foi o resultado de pesquisa realizada pelo Laboratório de Microbiologia Médica, do Departamento de Doenças Infecciosas e Parasitárias da Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp).
 
O estudo, intitulado “Esmaltes: veículo de transmissão de doenças fúngicas na unha?”, foi iniciado com a coleta de esmaltes, em uso, de 10 salões de beleza para análise micológica. Observou-se que 15% dos mesmos continham uma espécie fúngica patogênica. 
 
Na segunda etapa, os testes subsequentes foram conduzidos com oito marcas de esmaltes disponíveis no mercado, nas cores base, vermelha e branca, contaminados com quatro espécies de fungos causadores habituais de infecção nas unhas. 
“Comprovou-se que para algumas marcas a sobrevivência dos fungos é maior, de até oito horas após sua contaminação proposital”, explica a Profa. Dra. Margarete Teresa Gottardo de Almeida, Coordenadora da Pesquisa e Chefe do Laboratório.
 
A pesquisadora salienta que já era comprovada a transmissão de fungos por meio de alicates, lixas e espátulas. “Agora, provou-se que os esmaltes também podem ser responsáveis pela transmissão de fungos causadores de micose da unha (onicomicose)”, diz.
 
Para quem costuma fazer as unhas na manicure, Dra. Margarete recomenda levar o seu próprio produto. “O ideal é que cada cliente possa ter o seu próprio esmalte e, se tiver uma unha doente, não usar o produto até que esteja curada, senão a infecção pode passar para as outras unhas saudáveis”. 
 
O estudo, que teve duração de seis meses, foi apresentado durante o Congresso Europeu de Micologia Humana e Animal (ISHAM), em Berlim. 
Terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário