por: terra.com.br
Solução ideal para quem deseja proteger a pele da ação nociva causada pelo frio, sol e vento, os cremes hidratantes, ao evitarem a perda de água da cútis e, consequentemente, o seu ressecamento, deixam o rosto e o corpo mais macios, nutridos e distantes dos efeitos do tempo. No entanto, devido à sua base oleosa, muitas mulheres têm receio de que o produto aumente a oleosidade da derme, principalmente quando ele é usado demais em cútis que sofrem com a produção excessiva das glândulas sebáceas.
Por isso, confira, a seguir, os principais mitos e verdades sobre a aplicação desse tipo de cosmético na pele e passe a usá-lo sem medo.
Cremes hidratantes aumentam a oleosidade da pele.
Mito.
 O uso constante do produto não aumenta a oleosidade cutânea. Isso só acontece quando o creme utilizado não é específico para o tipo de pele da mulher. Além disso, o problema só é evidenciado nas regiões com maior concentração de glândulas sebáceas, como rosto, colo e costas.  
Produtos oil free são as melhores escolhas para evitar o problema.
Verdade.
 Apesar da base oleosa dos hidratantes não determinar o aumento da oleosidade na pele, os produtos compostos por ativos oil free afastam ainda mais o risco da cútis sofrer com o incômodo, pois são fabricados à base de água ou gel e não deixam a desejar no quesito hidratação.
Quem tem pele oleosa precisa aplicar mais quantidade de creme.
Mito.
 A quantidade do hidratante utilizado depende da necessidade individual da pele de cada pessoa e da quantidade de banhos tomados durante o dia. Além disso, devido à maior presença de sebo, as peles oleosas não necessitam de tanta hidratação quanto as secas.
O creme hidratante pode ser usado todos os dias.
Verdade. 
Não existe restrição ao uso diário do produto. Por isso, ele pode ser aplicado na derme todos os dias sem medo.
O hidratante não pode ser aplicado mais de uma vez por dia.
Mito. 
Quando o cosmético escolhido é adequado para o tipo de cútis, não há problema em aplicá-lo mais de uma vez ao dia.
Hidratar a pele após o banho é melhor.
Verdade. Após a limpeza da cútis, os ativos dos cremes penetram melhor na derme. Além disso, as peles oleosas, quando estão repletas de impurezas acumuladas durante o dia, podem obstruir os poros, produzir mais sebo e atrapalhar a ação do creme.
MITO
Apesar de alguns cremes serem produzidos à base de óleo, o hidratante não aumenta a produção de sebo se for formulado de acordo com cada tipo de pele. Apesar disso, as opções oil free são boas escolhas, principalmente para quem sofre com a oleosidade. O cosmético pode, inclusive, ser utilizado mais de uma vez ao dia, variando conforme a quantidade de banhos tomados e a necessidade de cada cútis. Diga, nos comentários abaixo, o tipo de hidratante que você usa no dia a dia.
Agência Hélice
Terra