quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Água quente do banho resseca e pode provocar alergia na pele


Devido à constante queda de temperatura em diversos estados brasileiros, um costume comum a muitas pessoas é reforçado: tomar um banho bem quente para espantar o frio. Apesar de esse ser um momento de relaxamento, seja na ducha ou na banheira, ele pode prejudicar a beleza e a saúde da pele, pois o intenso calor da água promove ressecamento e agrava problemas pré-existentes.

Isso acontece porque a água, aquecida em torno de 40ºC, elimina o manto de gordura presente na primeira camada da pele. “Essa camada de oleosidade que produzimos naturalmente ajuda a manter a integridade do tecido, a hidratação e também protege de agressões externas, como o vento e o sol”, explica Marcelo Bellini, dermatologista e membro da Academia Americana de Dermatologia (AAD). Confira, a seguir, seis mitos e verdade sobre os efeitos da água quente do banho na qualidade da derme.

Banhos muito quentes prejudicam a pele.
Verdade.
A água superaquecida remove a oleosidade natural da superfície da cútis, responsável por sua hidratação natural. Com isso, o ressecamento é estimulado e ainda podem surgir coceiras e irritações.

Quem tem pele oleosa não é prejudicado pela temperatura da água.
Mito.
Esse tipo de derme pode ser até mais prejudicada, já que a alta temperatura retira o óleo natural da cútis e o organismo gera o efeito rebote, aumentando ainda mais a produção de sebo.

Pessoas com pele seca sofrem mais.
Verdade.
Por possuírem uma pequena produção do manto hidrolipídico, pessoas com esse tipo de pele tendem a ficar com o tecido cutâneo ainda mais sensibilizado após o banho.

Sabonetes hidratantes auxiliam na recuperação da cútis.
Verdade.
O ideal é diminuir a temperatura da água, mas na impossibilidade de passar o chuveiro para o morno, os sabonetes com propriedades hidratantes podem minimizar o ressecamento. Cremes também podem ser aliados, assim como os óleos de banho, que são aplicados antes ou durante a ducha.

Tomar banho com a temperatura elevada não afeta problemas pré-existentes.
Mito.
Doenças pré-existentes, como eczema, psoríase e até mesmo dermatites, podem ser intensificadas com a frequência das duchas quentes.

Banho quente pode provocar alergias.
Verdade. Como a pele perde a capacidade de proteção, ela se torna mais suscetível a irritações, e qualquer agente estranho pode agredi-la, uma vez que está sensibilizada.

PURA VERDADE
Banhos quentes podem causar sérios problemas para a pele. O ideal, além de manter a temperatura da água morna, é deixar a cútis sempre hidratada, por meio do uso de hidratantes ou de sabonetes específicos. Conte, nos comentários, se você já ficou com a pele ressecada devido aos banhos quentes.



Agência Hélice
Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário