quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Em casa, cinco cuidados garantem depilação íntima perfeita

terra.com.br



Após a depilação íntima, não há nada melhor do que sentir a pele suave e lisinha. Mas a falta de prática e cuidados específicos nem sempre permite que o ritual realizado em casa seja tranquilo e livre das indesejáveis bolinhas vermelhas. Por isso, apostar em técnicas fáceis antes, durante e após a remoção dos pelos evita irritações e lesões na região pubiana.

Com a depilação, uma camada de pele é eliminada junto aos fios, por isso ela pode se tornar mais ressecada e causar coceira, o que a deixa ainda mais frágil. “Aplicar compressas ou um jato de água fria paralisa o incômodo temporariamente, pois contrai os poros. Após eles se fecharem, o ideal é aplicar um óleo ou creme para manter a pele hidratada”, explica Eliete Silva, depiladora, do Rio de Janeiro. Veja, a seguir, cinco dicas para garantir uma depilação correta.


Escolha o método ideal para você
A técnica até pode ser feita com cera, mas é preciso ter muita atenção. “A pessoa não consegue visualizar completamente a região e pode acabar se machucando”, alerta a profissional. Além disso, é preciso testar a temperatura antes de aplicar a cera, pois se estiver muito elevada pode causar queimaduras e lesões, principalmente se a pele estiver ressecada.

Já os cremes depilatórios são mais indicados para quem não suporta a dor causada pela cera. Os fios costumam cair depois de alguns minutos após a aplicação e o resultado dura de três a cinco dias. Contudo, o cosmético deve ser apropriado para áreas sensíveis, de forma a evitar reações alérgicas. Por isso, faça o teste de sensibilidade no braço antes de começar a técnica.

Quem optar pela lâmina, deve realizar o procedimento com a ajuda de um creme de barbear e não colocar muita força no aparelho para que não ocorram cortes. Fora isso, os fios devem ser arrastados sempre no sentido de crescimento para não surgirem pelos encravados e foliculite. A técnica tem o mesmo tempo de duração do creme.

Esfolie antes da depilação
A renovação celular prepara a pele para a depilação e garante uma pele lisinha e sem pelos encravados. Faça a esfoliação com um produto suave antecipadamente, cerca de dois a três dias antes da técnica. “Após a depilação é melhor evitar, porque pode agredir a pele que estará sensível”, completa Eliete.

Mantenha a pele hidratada
Hidratação é fundamental, pois além de deixar a área menos ressecada e sensível, auxilia na remoção dos fios e evita que eles encravem. Ela só deve ser evitada logo após o procedimento, para não entupir os poros e causar irritações, principalmente se o produto utilizado for oleoso.

Acalme a pele
Após a depilação, aplique cremes ou géis à base de aloe vera. Se houver cortes, primeiro pressione o local com um algodão limpo para estancar o sangue e, após, passe uma pomada antibiótica ou anti-inflamatória.

Use peças leves
O atrito da pele com a roupa pode causar mais traumas na área sensível, por isso é bom evitar peças íntimas apertadas ou que impeçam a pele de respirar. Os tecidos naturais são os mais indicados, como o algodão, pois os sintéticos, como o elastano, podem quebrar a proteção da área e favorecer o surgimento de infecções.


Nenhum comentário:

Postar um comentário