quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Cirurgia plástica reduz em até 80% as celulites mais severas





Sem idade e hora para aparecer na pele, a celulite parece estar agora com seus dias contados. Isso porque uma nova cirurgia, realizada com cânulas semelhantes às da lipoaspiração, promete reduzir em até 80% as depressões de grau quatro caracterizadas pelo famoso aspecto casca de laranja.

Indicada para quem não obteve resultados com outros procedimentos no combate aos indesejáveis furinhos, concentrados principalmente na região das nádegas, coxas e abdômen, a técnica rompe as estruturas que puxam a pele para baixo, localizadas sob o tecido cutâneo, além de permitir a retirada do excesso de gordura localizada na região e promover hematomas que estimulam a formação de colágeno na área tratada.


Feito numa única sessão, o método pode deixar pequenas cicatrizes no local onde foram introduzidas as cânulas, além de causar desconforto para a paciente. “Apesar de vários aspectos variarem de pessoa para pessoa, a cirurgia exige a aplicação de anestesia local em pequenas regiões, além da peridural ou geral em áreas mais extensas”, afirma Márcio Castan, cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Pós-operatório e resultados
Com prazo rápido de recuperação, a cirurgia da celulite exige cuidados especiais no período pós-operatório, como uso de compressão elástica, drenagem linfática e acompanhamento médico. "Geralmente, em sete dias, a paciente já pode voltar ao trabalho, mas deve esperar um tempo maior para dirigir e realizar exercícios físicos. Já a exposição solar só é permitida após os hematomas serem totalmente absorvidos", ressalta o especialista.

Embora ofereça uma melhora do aspecto da pele de até 80%, os resultados do procedimento que pode custar até R$ 15 mil, dependendo da área tratada, não são imediatos, pois o organismo precisa recuperar-se dos hematomas e edemas formados, assim como da retração da pele que foi descolada.

"Em termos gerais, após três meses, já é possível notar uma melhora significativa. Já o resultado final, só aparecerá entre seis e 12 meses, principalmente se houver a adoção de hábitos mais saudáveis, como alimentação balanceada e atividade física contínua, além de sessões regulares de drenagem linfática", reforça o cirurgião.

Agência Hélice
Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário