domingo, 6 de outubro de 2013

Na primavera, flores e plantas podem causar alergias na pele






http://www.dicasfeminina.com/
http://www.dicasfeminina.com/

A primavera é uma das épocas mais bonitas do ano e isso se deve, especialmente, ao desabrochar das flores. No entanto, a chegada da estação pode trazer problemas nada agradáveis para a pele, como alergias, coceiras e manchas, além de deixá-la bem mais sensível, devido às oscilações comuns de temperatura. Apesar de soar um pouco estranho, qualquer planta ou flor pode causar esse tipo de reação no corpo, que surge de acordo com o organismo de cada pessoa.

A folha de figo, por exemplo, quando entra em contato com a pele exposta ao sol, pode causar queimaduras de vários graus. As bromélias e o famoso comigo-ninguém-pode, muito utilizados na decoração, também costumam deixar marcas. “Já a aroeira, conhecida  por provocar manchas cutâneas, pode desencadear o processo em qualquer época do ano”, explica Cláudio Mutti, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia.

Causadas pelo contato direto das espécies botânicas com a pele ou mesmo pelo pólen disperso no ar, responsável por soltar gotículas com a substância alergênica, a reação mais comum provocada pelas flores é a fitofotodermatose, que dá origem a manchas quando a pessoa encosta na flor e está exposta ao sol. Além disso, podem ser desencadeadas crises de urticária e dermatite de contato, capazes de deixar um aspecto vermelho semelhante a queimaduras, devido à exposição ou atrito da pele com seus alérgenos.

“Alguns incômodos só ocorrem em quem já possui problemas alérgicos, porém, os causados por componentes fotossensíveis surgem em qualquer tipo de pele e mesmo em quem não tem predisposição”, alerta o especialista.

Apesar disso, é possível aproveitar as flores sem medo com algumas medidas simples, como a aplicação regular do filtro solar e a proteção de algumas áreas do corpo quando houver radiação mais intensa e contato direto com árvores, plantas e grama. Também é fundamental evitar a aproximação com as espécies causadoras do incômodo - caso haja predisposição ao problema - no trabalho ou em casa.


Agência Hélice
Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário