domingo, 6 de outubro de 2013

Peeling com ácido de vulcão reduz 80% das manchas faciais








Um dos problemas mais implacáveis no que diz respeito à beleza feminina, as manchas cutâneas podem aparecer emdiferentes regiões do corpo, mas é no rosto que elas se instalam com mais frequência, gerando desconforto epreocupação para a maioria das mulheres.Por isso, em vez de entrar em crise como espelho por causa do escurecimento facial, vale a pena recorrer a uma nova versão depeeling químico elaborado especialmente com substâncias vulcânicas, que promete deixar a pele clarinha com facilidade.

Seu nome curioso se dá em razão do creme utilizado no procedimento que contém um composto de ácidos vulcânicos, extraídos da lava da estrutura geológica. Para deixar o rosto ainda mais revigorado, o produto concentra vitamina E, retinol e ácido retinoico, que juntos são capazes fechar os poros, suavizar linhas de expressão, dar mais firmeza à pele e ainda promover a renovação celular. 

“Apesar de também ajudar no rejuvenescimento, esse peeling se destaca, sobretudo, por conseguir atenuar até 80% do escurecimento”, ressalta Vera Lúcia Xavier, esteticista da Jasmim Estética, de São Paulo.Indicado principalmente paranegras e orientais, que são mais sensíveis e propensas ao problema, o tratamento não oferece o risco de provocar marcas ou irritação, comuns a outras práticas de clareamento, podendo ser aplicado, inclusive, em tons mais claros de pele.

Passo a passo
Elaborado com cuidado para oferecer os efeitos desejados,o método realizado em clínicas de estética é dividido em três partes. A primeira é a higienizaçãoda pele,que vem acompanhada, logo depois, pela aplicação de um cosmético à base de ácido salicílico ou glicólico, responsável por abrir os poros do rosto. Após o preparo da região, tem início a técnicacom as substâncias retiradas da lava.

“O peeling é dividido em outras três fases. Na primeira, o ácido vulcânico é colocado sobre o rosto todo e mantido por dez minutos até secar. Em seguida, ele é aplicado novamente em cima das manchas, devendo agir pela mesma quantidade de tempo, até a pele absorvê-lo”, resume a especialista.

Para finalizar o trabalho na clínica, é aplicadoum protetor solarpor cima do produto, que só é totalmente retirado da facedepois de seis horas, com água e sabão.Em casa, deve ser dada continuidade ao tratamento por mais 45 dias, com a aplicação diária do composto de ácidos, antes de dormir.

Apesar de não causar reaçõesadversas e só ser aplicadoapós uma avaliação criteriosa do tipo de pele de cada paciente, o peeling vulcânico não deve ser realizado em gestantes, pessoas com vitiligo ou com muita acneno rosto. Boa alternativa contra as manchas, o tratamento custa,em média, R$ 450.


Agência Hélice
Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário