quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Rejuvenesça a pele aos 50 anos sem cirurgia plástica





Aos 50 anos, a queda dos níveis hormonais logo se reflete na qualidade da pele, deixando-a mais fina, ressecada e sem brilho, evidenciando as rugas de média profundidade. Com a diminuição da vascularização e da produção das fibras elásticas, a flacidez e a perda do contorno facial também ficam mais evidentes. Para reverter estes sinais típicos da idade, a mulher pode apostar em tratamentos potentes que evitam o bisturi.

“Luminosidade, uniformidade, volume e contornos definidos, em conjunto, dão ao rosto uma aparência jovem. Assim, deve-se buscar em cada tratamento o melhor benefício e sempre considerar o rosto em sua totalidade”, explica Ana Cristina Trench, da Clínica Clinderm, em São Paulo. Conheça, abaixo, os tratamentos mais recomendados para mulheres nessa faixa etária.


Skinboosters
Indicação: ameniza a desidratação, a perda de viço e as rugas finas, especialmente ao redor dos olhos. Também trata o envelhecimento do colo, pescoço e mãos.
Como funciona: substâncias injetáveis à base de acido hialurônico estimulam duas camadas da pele: a epiderme e a derme. Desta forma, provocam a síntese de colágeno, revigoram a pele e propiciam uma hidratação profunda, além de melhorarem a firmeza e a elasticidade.
Quantidade de sessões: três sessões mensais e manutenção semestral.
Custo médio: R$ 900 reais por aplicação.

Radiofrequência Tripolar (Maximus) e Infravermelho (NIR)
Indicação: flacidez e perda da definição do contorno facial.
Como funciona: por meio do aquecimento da derme, a associação de tratamentos incita a produção de novas fibras de colágeno, melhorando a flacidez e a espessura da pele. Há um efeito lifting imediato, pela contração do colágeno pré-existente.
Quantidade de sessões: entre quatro e oito sessões semanais ou quinzenais, com manutenção semestral.
Custo médio: R$ 2.150 reais, pacote com quatro sessões.

Sculptra 
Indicação: combate a flacidez e melhora o contorno facial.
Como funciona: a injeção de uma substância faz os fibroblastos produzirem novas fibras de colágeno, proteína responsável pela jovialidade.
Quantidade de sessões: três sessões mensais para o rosto.
Custo médio: R$ 1.300 a 1.500 por aplicação.

Laser de CO2 fracionado
Indicação: trata rugas médias e profundas, flacidez na pálpebra e rugas ao redor dos lábios.
Como funciona: técnica cria microperfurações e aquece profundamente a derme. O dano térmico estimula a produção de novas fibras de colágeno para reparar a área de tecido danificado, o que gradualmente leva à melhora da flacidez, rugas e textura da pele. Os resultados são visíveis após a primeira sessão.
Quantidade de sessões: varia de acordo com o grau de flacidez e profundidade das rugas.
Custo médio: R$ 1.500 a R$ 2.500.

Toxina botulínica
Indicação: suaviza linhas de expressão, rugas frontais e ao redor dos lábios. Também contribui para o rejuvenescimento do pescoço e ameniza o aspecto de olhos caídos, quando não há um excesso de flacidez nas pálpebras.
Como funciona: por meio de agulhas bem finas, a toxina é injetada no músculo que provoca a ruga, e não diretamente na linha de expressão, pois não tem o efeito de preenchimento. As rugas na área são bastante amenizadas ou desparecem.
Quantidade de sessões: uma a cada cinco meses.
Custo médio: R$ 1.200 a 1.500 por aplicação.

Agência Hélice
Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário