sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Gordura localizada é reduzida com consumo de cinco alimentos


Em pleno verão e a menos de um mês do início do Carnaval, mulheres e homens ainda brigam com a balança para se livrar da gordurinha extra na barriga. Além da prática regular de exercícios físicos e do equilíbrio ao montar a refeição, cinco alimentos facilmente encontrados no supermercado mostram-se verdadeiros aliados na guerra contra a gordura localizada, devido à metabolização assertiva.
Além de causar incômodo estético, o pneuzinho pode significar um fator de risco para a saúde, afinal, um grande tecido adiposo ocasiona problemas hormonais, respiratórios e provoca baixa autoestima. “O grande consumo de carboidratos de alto índice glicêmico como pães, tortas, doces, salgados, produtos feitos com farinha branca, é o principal vilão da boa forma”, explica Talitta Maciel, nutricionista do Espaço Reeducação Alimentar, de São Paulo. Para evitar esse quadro, confira, a seguir, alimentos que merecem fazer parte do seu prato a partir de agora.








Aveia 
O cereal possui fibras solúveis, que são responsáveis pela captação de açúcar e colesterol, não os deixando serem absolvidos pelo organismo. Além disso, a aveia atua no trânsito intestinal e prolonga a sensação de saciedade. Receita rápida e prática, o “mingau de aveia sem lactose fast” é uma boa pedida no café da manhã.
Modo de preparo
Cozinhe duas colheres (de sopa) de aveia em flocos com 200 ml de água, uma colher (de sobremesa) de cacau e um sachê de adoçante para uso culinário, de preferência estévia. “Em seguida, coloque em uma taça, acrescente uma banana prata picada por cima e sirva”, ensina Talitta.
Banana
Conhecida como a fruta do bom humor, a banana é capaz de matar a fome rapidamente, o que facilita enxugar a silhueta. Para completar, contém enzimas que aceleram a digestão e fibras solúveis, favorecendo uma rápida perda de peso.
Oleaginosas
Sementes comestíveis, as oleaginosas como amêndoa, avelã, castanha de caju, castanha-do-pará, macadâmia e nozes, funcionam bem como lanchinho. A dica da nutricionista é fazer um mix, que melhora o funcionamento do intestino.
Em um potinho, misture uma unidade de castanha-do-pará, três castanhas de caju, duas unidades de damasco e, por último, duas unidades ameixa seca. Tampe bem e carregue dentro da bolsa para comer nos intervalos. “Essa opção é indicada para quem vai esticar no trabalho ou chegar mais tarde em casa e não acabar devorando tudo o que vê pela frente”, diz.
Canela
A especiaria que possui cromo e vanádio atua no controle de diabetes e ajuda a controlar a compulsão por doces, alimentos que integram o grupo de carboidratos com alto índice glicêmico, conhecido como vilão da boa forma.
Salsinha
O tempero é considerado uma fonte de magnésio, elemento responsável pela contração muscular durante atividades diárias como trabalhar, caminhar e praticar atividades físicas. A salsinha também elimina líquidos do corpo, além de trazer frescor às refeições. “Sua utilização deve ser sempre no final das preparações com o fogo desligado, para manter as propriedades ativas”, finaliza a especialista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário