Além disso, a plantinha amarga é capaz de afastar a celulite, devido à sua função anti-inflamatória que combate fatores de formação de novos furinhos, como má circulação sanguínea, falta de antioxidantes, má alimentação e até mesmo o acúmulo de gordura localizada. “O gengibre funciona também como um excelente antioxidante que protege a pele dos danos causados pelos radicais livres”, explica.
Consumo
Democrático, o gengibre promove efeito positivo sendo ingerido tanto cru como em chá. Ao optar pelo consumo sem cozimento, o ideal é bater dois centímetros da raiz fresca junto com sucos ou vitaminas de frutas. A mesma medida pode ser usada para o preparo da bebida quente, bastando fazer uma infusão de 15 minutos em um litro de água fervente. Em seguida, é indicado deixar esfriar para beber doses durante o dia.
Como tudo em excesso não faz bem para a saúde, é recomendado um pouco de cautela antes de incluir o gengibre na dieta. Isso porque em altas quantidades o gengibre é contraindicado para gestantes e para pessoas com problemas cardíacos ou distúrbio hemorrágico. “Antes de tudo, deve ser avaliado a rotina alimentar, preferências e aversões, bem como a atividade física e o consumo de líquidos de cada pessoa”, alerta. 
Agência Hélice
Terra