quarta-feira, 28 de maio de 2014

Como os antibióticos destroem o sistema imunológico

Clement Hajian


Seu sistema imunológico está constantemente em um estado à procura de invasores estrangeiros, que ocorrem naturalmente por defeitos celulares, células mutantes, germes, ou demais corpos estranhos. O sistema imunológico tem uma vasta capacidade de lembrar bandidos, invasores e programar táticas que funcionaram no passado para aniquilar o inimigo. Algumas das células de crescimento mais rápido no corpo humano são células do sistema imunológico.
imagem google


Mais de 80 por cento da imunidade do corpo é construído no trato intestinal pelo saldo bactérias amigáveis ​​que residem lá. A flora intestinal começa a se construir de criança, enquanto no útero, mas realmente só amadurece, depois de oito dias de idade. Começando com o leite do colostro, o intestino começa a preencher com mais bactérias, enquanto o sistema imune do lactente inicia um inventário das boas e más células no corpo. Este inventário é um processo ao longo da vida e o sistema imunológico nunca se esquece de um invasor.

Quando começa o problema

A pior coisa a fazer para qualquer criança é dar-lhes um antibiótico. Os antibióticos indiscriminadamente matam as bactérias, boas e más. Uma rodada de antibióticos irá alterar permanentemente o sistema imunológico do bebê, e porque a maioria dos neuro-químicos também são feitos no intestino, neurologia do bebê também é alterada. Os antibióticos que tenham sido apontados como o salvador da humanidade das doenças em geral estão nos custando em câncer, doenças crônicas e degenerativas.

Uma vez que o primeiro antibiótico é administrado ao bebê ou criança, as bactérias úteis no intestino são exterminadas e o sistema imunológico é permanentemente alterado em sua capacidade para a fabricação de células imunológicas adequadas. Entre outros, fungos no intestino ficam agora sem oposição e começam a proliferar sem controle pelas bactérias amigáveis. Após isso, os fungos criam redutos então se movem como parasitas aos alimentos e minerais destinados inicialmente a alimentar seu corpo. Este é o primeiro passo para a doença crônica e câncer.

O mesmo processo acontece quando um adulto leva ainda uma rodada de antibióticos. Tudo muda permanentemente e leva anos de nutrição direcionados e Probióticos para recuperar uma aparência de normalidade nos sistemas do corpo.

O papel de metais tóxicos

Mais de 80 por cento de metais tóxicos ​​são removidos do corpo através das bactérias amigas no intestino. Certas bactérias ruins e fungos realmente preferem manter e mover metais tóxicos ​​no corpo e transportar esses metais para diferentes tecidos e órgãos para enfraquecê-los para futura invasão. Fungo é um organismo de limpeza que se alimenta de tecidos comprometidos. Eventualmente um mau fungo vai invadir tecidos saudáveis ​​à medida que ganha força e seu corpo se enfraquece.

O câncer é um golpe duplo

Uma vez que o equilíbrio se rompe, bactérias ruins   disseminam e fungos se proliferam. A parede intestinal torna-se permeável, pela inflamação,  permitindo que os alimentos parcialmente digeridos, bactéria e alérgenos possam atravessar para o sangue. Agora, o sistema imunológico já enfraquecido tem duplo dever de executar a tentar limpar o intestino, enquanto rastreia estas novas ameaças para o corpo.  Em geral tudo isso começou com um bem-intencionado pediatra, mas seriamente errado e os pais mal informados.

O câncer é uma doença que inicia como uma inflamação. Os comprometimentos do intestino e vazamento de partículas para o sangue provocam a inflamação por todo o corpo. Órgãos cronicamente inflamados se tornam alvos de metais pesados ​​, vírus, bactéria e fungos. Mas o estrago não pára por aí como os alimentos altamente processados ​​que ingerimos e atravessam a barreira intestinal agora comprometida; causando estresse do pâncreas e demais problemas. O estresse crônico debilita órgãos para torná-los mais suscetíveis às doenças e ao câncer.

Onde isso termina

Ele termina com você tendo de tomar decisões informadas antes de se submeter a qualquer tratamento médico, inclusive o de tomar antibióticos. Você é o único que recebe os benefícios ou sofre as conseqüências – não o médico…       Saiba mais sobre sua saúde

Fonte: Minha Saúde Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário