sábado, 3 de maio de 2014

Meias de compressão reduzem inchaço e varizes das pernas

http://beleza.terra.com.br/


A lém de protegerem e aquecerem os pés nos dias mais frios, as meias também podem proporcionar diversos benefícios para a saúde e, principalmente, para o bem-estar feminino. Isso porque uma variedade delas é capaz de ajudar na circulação sanguínea das pernas e ainda prevenir inchaços e varizes. Criados a partir de uma malha especial elástica, as chamadas meias de compressão exercem sobre a área tratada uma pressão que pode variar entre suave, média, forte e extraforte, de acordo com as necessidades específicas de cada caso. Geralmente, elas são indicadas para as pessoas que apresentam problemas de circulação ou passam por processos pós-operatórios, já que evitam o surgimento dos perigosos coágulos, que podem dar origem a tromboses no sistema venoso profundo.


Criadas a partir de uma malha elástica, as meias de compressão evitam o surgimento de coágulos, inchaços, varizes, vasinhos e dor    Foto: Shutterstock


 Além disso, os acessórios espantam a famosa sensação de peso e cansaço nas pernas. “As pessoas que permanecem muitas horas em pé ou sentadas costumam sentir muita dor e cansaço ao final do dia. Nesta hora, as meias de compressão são uma ótima opção para relaxar e aliviar a região”, afirma Ary Elwing, angiologista e especialista em cirurgia vascular periférica e tratamento a laser. Ideais para o combate às varizes e vasinhos, as peças podem ser encontradas em diversas formas no mercado. As mais utilizadas são a antitrombo (que vai dos pés à batata da perna), 3/4 (que fica dois dedos abaixo do joelho), 7/8 (que fica acima do joelho e vai até o meio da coxa) e a meia-calça, que vai até a altura do umbigo. Apesar da tamanha diversidade do artigo, as varizes em estágios mais avançados exigem um tratamento médico feito por meio de cirurgias ou tratamentos estéticos com laser e aparelhos de radiofrequência. Embora vistos pela maioria das pessoas como um problema que se resume ao espelho, vale lembrar que, quando não tratados, os risquinhos avermelhados das pernas podem se agravar e desencadear até mesmo uma úlcera. Por isso, recomenda-se sempre o acompanhamento de um médico especialista, assim que houver qualquer indício de dor e inchaço na região e, até mesmo, na hora da escolha do modelo de meia mais adequado para o problema. Meias durante gravidez Multifuncional, o item do guarda-roupa também é uma boa solução para as mulheres que costumam sofrer bastante com o inchaço durante a gravidez, decorrente da falta de retorno venoso. “As alterações hormonais típicas desta fase, assim como a obesidade, os problemas cardíacos ou renais e a dificuldade de bombeamento de sangue na panturrilha, também podem aumentar não só o risco de inchaço nas pernas, como também desencadear as varizes”, explica Fernando Bacalhau, cirurgião vascular com título de especialista pela Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV). Por conta dessa oscilação no funcionamento dos hormônios, além do uso diário da meia, devidamente receitada pelo médico especialista, a adoção de atividade física constante, de uma dieta feita à base de alimentos com pouco sal e de sessões de drenagem linfática deve passar a fazer parte da rotina das futuras mamães para que o tradicional inchaço nas pernas vá embora. “O velho hábito de colocar as pernas para cima e repousar também pode amenizar a dor e o inchaço”, sugere o especialista.

artigo do Terra.com.br  visite o site

Nenhum comentário:

Postar um comentário