quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Conheça as características de uma menstruação saudável

msn / Minha Vida / Dra Barbara Murayama




© Fornecido por Minha VidaO ciclo menstrual normal resulta de um sistema de ação complexa que envolve as seguintes glândulas: hipotálamo, hipófise, ovários, além do útero e está ligado à fertilidade da mulher. Quando ocorre amenstruação, os óvulos não fecundados são eliminados, e recomeça o processo de produzir novos, para que uma nova tentativa de fecundação ocorra. 
Duração e quantidade
Um ciclo menstrual adulto médio dura normalmente 28 dias, variando de 24 a 35 dias. O sangramento em si dura em média de 4 a 6 dias. A perda média de sangue durante cada período menstrual é de 30 ml, o limite superior do normal é de 80 ml, mas isso é extremamente difícil de medir, como podem imaginar. O ideal é ficar atento caso haja uma quantidade exagerada de sangue, por exemplo. Nesse caso, menstruações muito abundantes podem causar anemia, já que há uma grande perda de sangue. 
Características do sangue
Em geral, nos primeiros e últimos dias do período menstrual o sangue normalmente pode ser mais marrom, como uma borra de café. No final, principalmente, a coloração tende a ser mais escura, um tom vinho. No meio do período, costuma ser vermelho vivo e se sair em grande quantidade, podem aparecer coágulos. 
Meninas que menstruam muito pouco, seja naturalmente ou por usarem algum tipo deanticoncepcional, podem ter a menstruação apenas dessa cor mais amarronzada, sem que isso seja nenhum problema. Se sempre houver coágulos, pode ser que esteja sangrando mais do que deveria, e nesse caso, o recomendado é que procure sua ginecologista para avaliação. 
Referente ao odor, a menstruação tem um cheiro característico que mistura o sangue com o da vagina, que é causado pela flora normal. Quando ele muda, pode significar alguma alteração nessas bactérias que habitam a vagina. 
Motivos para alterações
O uso de anticoncepcionais pode mudar as características da menstruação, em geral para menor quantidade de sangue e menos dias menstruada, além de regular as datas em que a menstruação vai ocorrer. Mas, de qualquer forma, o anticoncepcional deve ser uma indicação do seu médico, pois para escolher o remédio ideal, varia de cada organismo e cada problema abordado. 
Perturbações do ciclo menstrual - como ausência da menstruação, ou diminuição dela, por exemplo - pode ser resultado de condições que afetam o hipotálamo, hipófise, os ovários, o útero ou a vagina. 
Isso ocorre porque esses órgãos e glândulas normalmente seguem uma sequência de eventos, uma vez por mês, que ajuda a preparar o corpo para a gravidez. Dois hormônios, o folículo-estimulante (FSH) e o luteinizante (LH), são feitos pela glândula hipófise. Dois outros hormônios, estrogênio e progesterona, são feitos pelos ovários. 
E se eu parei de menstruar?
Essa condição é chamada de amenorreia, e existem dois tipos. A do tipo primária ocorre quando a mulher nunca menstruou. Algumas das causas mais comuns de amenorreia primária incluem condições que estão presentes ao nascimento, mas pode não ser notadas até a puberdade, como anormalidades dos órgãos reprodutivos (por exemplo, se o útero não está presente ou foi desenvolvido de forma anormal). 
Já a amenorreia secundária ocorre quando a pessoa menstruava e para por mais de 3 meses espontaneamente. Gravidez é o diagnóstico mais comum de amenorreia secundária, mas outras causas comuns incluem condições ovarianas, como a síndrome do ovário policístico e insuficiência ovariana (menopausa precoce). 
Muitas das condições que causam amenorreia primária ou secundária também podem levar uma mulher a ovular de forma irregular. Isso pode provocar sangramento em pequena quantidade e ainda sem periodicidade regular. Portanto é sempre importante procurar seu médico a qualquer alteração menstrual. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário