domingo, 9 de novembro de 2014

Óleo de Pinho para controlar o apetite

msn / Sua Dieta



 (Foto: © Comugnero Silvana - Fotolia.com Óleo de Pinho para control)
Capaz de controlar o apetite e manter por mais tempo a sensação de saciedade, um óleo coreano começa a fazer a cabeça de quem quer perder peso e ganhar a luta contra a balança. O suplemento natural em questão é o óleo de pinho coreano, que deve ser utilizado como um aliado de uma mudança alimentar.

De acordo com a nutricionista Mariana Froes, o óleo de pinho coreano é extraído do fruto do pinheiro Pinus Koraiensis e é rico em ácidos graxos monoinsaturados (contêm ômega 9) e poli-insaturados (contêm ômega 3 e 6). Ainda segundo a especialista, o óleo tende a inibir a fome pela estimulação do hormônio CCK (colecistoquinina) e por aumentar a liberação do GLP, que auxilia na digestão de gorduras e, ainda, interfere na saciedade.

"Esse óleo parece aumentar a produção dos hormônios indutores da saciedade (CCK e GLP-1) após a refeição, que levaria a menor ingestão alimentar", explicou.

O óleo de pinho é vendido em capsulas, encontradas em farmácias de manipulação, ou em sachês, que podem ser misturados com água ou sucos. É importante lembrar que o produto não pode ficar exposto ao calor. "Ele não deve ser tomado por conta própria e deve ser visto com cautela, pois o excesso pode trazer prejuízos à saúde. Procurar e procurar um profissional gabaritado para avaliar cada caso é fundamental, pois a individualidade bioquímica de cada um deve ser respeitada", alertou Mariana Froes.

Ainda segundo a nutricionista, um estudo também indicou uma redução da pressão arterial, mas a descoberta do óleo de pinho ainda precisa ser mais estudada.

O ácido graxo monoinsaturado é encontrado no óleo de canola, azeite de oliva, óleo de amendoim e no óleo presente em amêndoas e abacates. Já o poli-insaturado pode ser encontrado em óleos de açafrão, de girassol, de soja e de milho e também, em boa quantidade, em peixes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário