segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Faça massagem


Dr. Rondó


Eu sempre fui fã de fazer uma boa massagem de tecidos profundos.
Aliás, às vezes eu acho que isto seja a única coisa que evita que os meus músculos se tornem um grande nó emaranhado.
Mas se você acha que ficar do jeito que veio ao mundo e mandar alguém esfregar cada centímetro do seu corpo é um luxo que é caro demais para você, eu vou provar que você está errado.  (E confie em mim—você vai me agradecer!)
Como a ciência de ponta tem demonstrado, a terapia de massagem é, afinal, mais "medicina" do que prazer.
Isto é porque uma boa massagem faz muito mais que relaxar músculos duros e doloridos—pode provocar mudanças biológicas também.
Os pesquisadores no "National Center for Complementary and Alternative Medicine" reuniram amostras de sangue de 53 adultos imediatamente antes e depois de uma sessão de massagem de 45 minutos.  Vinte e nove receberam massagem de tecido profundo e os demais 24 receberam uma massagem leve.
De acordo com o estudo publicado no Journal of Alternative and Complementary Medicine, as amostras de sangue mostraram que a massagem de tecido profundo efetuou decréscimos significantes de níveis sangüíneos do hormônio de stress cortisol, decréscimos em um hormônio que pode levar a um aumento em cortisol e aumentos de um tipo de célula branca sangüínea (linfócito) que faz parte do seu sistema imune.
Lembre-se de que o cortisol é um hormônio de stress liberado pelas suas glândulas adrenais.  É bom quando você o necessita, e quando está em pequenas doses, porque ele te dá uma rápida explosão de energia, aumenta a sua memória, aumenta a sua tolerância de dor e incrementa a sua imunidade.  Mas isto tudo quando está em pequenas doses.
Como lhe disse antes, pessoas demais se encontram em um estado constante de stress, que significa que seus níveis de cortisol estão constantemente altos demais.  E quando se trata da sua saúde, isto se traduz em um sistema imune deprimido, uma diminuição em densidade óssea, um decréscimo em tecido muscular, pressão sangüínea alta, função tireoidiana diminuída e um aumento em gordura estomacal.
Agora, de volta ao estudo sobre a massagem, porque os pesquisadores descobriram ainda mais boas notícias em relação ao efeito dela sobre os seus níveis de cortisol.
O segundo grupo de adultos—aqueles que receberam 45 minutos de massagem leve—também tiveram o seu quinhão de benefícios, incluindo níveis diminuídos do hormônio corticotrofina, que instrui as suas glândulas adrenais a liberar o cortisol, e aumento de oxitocina.
A oxitocina é aquele famoso "hormônio do amor", que é conhecidamente um facilitador de ligações entre pessoas.  Ela também reduz os níveis de cortisol.
Este é um estudo no qual eu gostaria de me matricular!
Com benefícios como redução de pressão sangüínea, melhoria de humor e fortalecimento do sistema imune, a questão não é se você pode arcar com o custo da massagem—é se você pode arcar com as conseqüências de não fazê-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário