sábado, 13 de dezembro de 2014

Um banho de água fria

Se você se exercita em piscina de água fria com o objetivo de emagrecer, está na hora de mudar. Atividades em água água morna são mais eficazes.

Dr. Rondo

A explicação é simples: após exercitar-se em água fria, você é induzido a ingerir mais calorias do que se tivesse se exercitado em água morna, e parte do que você perdeu é recuperado. É o que afirmam recentes pesquisas sobre o assunto. Se para os atletas de carteirinha os dados da pesquisa não são significativos, certamente são importantes para quem precisa perder peso, atletas ou não. Especialmente pessoas com problemas nas articulações ou mesmo de metabolismo.
Pesquisadores compararam a energia liberada por estudantes entre 21 e 31 anos de idade, que se exercitaram em bicicleta ergométrica em piscinas de água fria e água morna por 45 minutos. Eles verificaram que os gastos calóricos, em ambos os casos, eram basicamente os mesmos. Em seguida, os estudantes permaneceram por 1h num ambiente com acesso livre a alimentos. Os pesquisadores observaram que:
  • o consumo de alimentos era maior entre os que se exercitaram na água fria, comparados aos que fizeram exercícios em água morna;
  • a ingestão calórica dos que se exercitaram em água fria era 44% maior do que os que fizeram exercícios em água morna;
  • os estudantes que se exercitaram em água fria consumiram cerca de 877 calorias, contra 688 dos que se exercitaram em água morna.
No mínimo, fique atento aos resultados, veja se estão dentro dos seus objetivos. Caso contrário, não custa experimentar: mude já para uma piscina de água morna e faça a comparação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário