quinta-feira, 21 de maio de 2015

Atestado para academia: é perigoso malhar sem exames médicos?

No ano de 2013, deixou de ser obrigatória a apresentação de atestado médico para atividade física antes de se matricular em academias de ginástica. Se por um lado, a decisão facilita o início da atividade física, por outro pode colocar a saúde em risco.

bolsademulher



Resultado de imagem para bolsademulher logo

por Manuela Pagan



Exames antes de entrar na academia 


Fazer exames antes de começar a treinar pode ajudar a definir qual a intensidade adequada para seus exercícios.
É comum ouvir casos de pessoas que conseguiram um atestado com um médico conhecido ou sem realmente passar por uma avaliação física. Tomar essa atitude ou simplesmente aceitar essa conduta pode ser perigoso.
Uma boa consulta inclui exame médico clínico e conversa com o médico. "O exame clínico deve ter medida da pressão arterial nos dois braços e teste ergométrico, que testa o esforço realizado pelo paciente e como o coração irá reagir à prática de atividade física", recomenda o cardiologista Wilson Mathias Junior, do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim. "Exames de sangue (glicose e colesterol) também podem ser solicitados e pacientes com suspeita prévia de algum problema devem realizar eletrocardiograma".
Substituto do atestado médico
Atualmente, por lei, é aplicado o Questionário de Prontidão para Atividades Físicas. Através dele são feitas perguntas sobre a saúde individual. O documento tem também um termo em que o aluno atesta saber que o ideal é conversar com um médico:
- "Estou ciente de que é recomendável conversar com um médico antes de aumentar meu nível atual de atividade física, por ter respondido "sim" a uma ou mais perguntas do Questionário de Prontidão para Atividade Física (PAR-Q). Assumo plena responsabilidade por qualquer atividade física praticada sem o atendimento a essa recomendação".

Sentiu dor no peito? Interrompa o exercício.
O cardiologista Wilson Mathias explica que o diagnóstico médico só pode ser feito com consulta e exames. É possível que não exista risco relacionado à atividade física, mas só uma boa avaliação física e conversa com o médico poderão dizer.    
O cuidado deve ser redobrado para pessoas que apresentam problemas cardíacos, tontura, dor no peito, cansaço ou têm mais de 50 anos.

Riscos de treinar sem atestado 

O especialista explica que, se o exame clínico for normal o risco é próximo de zero, mas caso seja identificada alguma doença cardíaca ou hipertensão há riscos de arritmias, infarto e morte súbita. Por isso é de extrema importância a realização do exame médico antes de entrar na academia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário