sexta-feira, 24 de julho de 2015

Pimenta é tudo de bom

Vistas com desconfiança por quem não aprecia sua picância, a pimenta hortícola é ótima aliada da saúde. Os árabes antigos e a medicina ayurvédica sempre a valorizaram. E com razão. Ricas em cálcio e vitaminas A e C, elas têm propriedades antioxidantes e antiinflamatórias. São consideradas cicatrizantes, antidiarréicas e adstrigentes.
Ao contrário da pimenta-do-reino, não lesam o estômago e ainda combatem parasitas.
Seus compostos vêm sendo estudados no tratamento de câncer e diabetes e já se sabe que são eficientes contra artrites e neuropatias.
A responsável por tantos benefícios é a capsaicina - a mesma que causa ardor no paladar e explica a paixão de alguns pela pimenta. Sua ingestão estimula a produção de endorfinas, que dão uma sensação de prazer. Para quem vive em lugares quentes, ela aumenta a perspiração, regulando a temperatura corporal. Outra dica: se planejar uma viagem de navio, inclua pimentas na bagagem, para o caso de sentir enjôos no mar. Na hora de escolher, prefira as de cultivo orgânico. As mais encontradas no mercado hoje são americana (doce), cambuci, cumari, dedo-de-moça, pimenta-de-cheiro e malagueta.
(Dr. Rondó)

Nenhum comentário:

Postar um comentário