quinta-feira, 9 de julho de 2015

Qual a diferença entre amor e paixão? Psicólogo esclarece

Resultado de imagem para bolsademulher LOGO

Uma pessoa que está amando se comporta de forma diferente da que está apaixonada? O psicólogo e neuropsicólogo Fábio Roesler, da Clínica de Cefaleia e Neurologia Dr. Edgard Raffaeli, diz que sim. "O amor, normalmente, está relacionado a um sentimento bonito, estável e sereno, mais controlável e menos temido, enquanto a paixão nos invade, domina nossos pensamentos, é tida como arrebatadora, turbulenta e, muitas vezes, sofrida", explica.


Paixão é turbulenta, amor é sereno
No entanto, é difícil estabelecer que um dos sentimentos tenha mais valor que o outro, já que cada um possui suas particularidades. "No período medieval, a paixão era considerada uma doença para a maioria das pessoas. Já para os românticos era uma forma, talvez a única, de se relacionar amorosamente", diz.

O que é a paixão


Pessoas apaixonadas têm uma visão idealizada do outro
A principal característica das pessoas apaixonadas é que elas passam a enxergar no outro aquilo que desejariam que ele fosse, e não o que ele realmente é. "O parceiro é idealizado e transformado em um personagem", afirma o especialista. 
Ele diz ainda que apesar de algumas pesquisas apontarem que a paixão dura pouco (cerca de seis meses), não é possível determinar um tempo cronológico específico, já que cada história é individual e particular.

O que é o amor


O amor parece ter uma vida mais longa que a paixão e aceita a outro como ele é
Em um determinado momento, a paixão se transforma em amor, que parece ter uma vida mais longa. "Quando isso acontece, primeiramente ocorre uma quebra da fantasia criada em relação ao parceiro, que deixa de ser uma projeção e passa, lentamente, a ser visto como ele é, com seus defeitos e suas virtudes, e o amamos mesmo sabendo que ele não é perfeito ou completo", finaliza.
fonte: bolsademulher

Nenhum comentário:

Postar um comentário