sábado, 7 de janeiro de 2017

Será que você está apaixonado? Veja 10 sinais

(Reprodução/Noticias ao Minuto)


Estar apaixonado é como caminhar sobre as nuvens, quando a pessoa é a certa não há obstáculo ou dificuldade que não se possa ultrapassar. Mas durante quanto tempo? Será mesmo amor ou apenas atração física? A diferença entre os dois estados pode ser muito sútil.


Um especialista em relacionamentos, Gary Amers, enumerou ao Daily Mail dez sinais de que é realmente amor (e os cinco sinais de que é apenas atração).
  • Tem grande vontade de fazer mais pelo outro. Está sempre à procura de dar mais e melhor quando está realmente apaixonado.
  • Sente segurança. Consegue ser o mais genuíno possível, como se estivesse com família.
  • Só quer estar com essa pessoa. É capaz de cancelar todos os planos só para estar com a pessoa que gosta.
  • Sente o estômago embrulhado. Estar apaixonado deixa o corpo tão descontrolado que o estômago pode sofrer alterações.
  • Parece uma criança prestes a abrir um presente de Natal. O coração e o subconsciente reconhecem a pessoa ideal muito antes da parte consciente da mente o fazer.
  • Fica iluminado quando pensa na pessoa. Só a presença dessa pessoa cria uma sensação de adrenalina.
  • Sente como se conhecesse essa pessoa há anos.
  • Os dois concordam naquilo que é mais importante na vida. Ou têm valores muito parecidos ou os dois respeitam os valores do outro.
  • Nota que faz aquilo que deixa a outra pessoa feliz. Mesmo que não queira, ou não goste muito, faz coisas pela outra pessoa que sabe que a vão deixar feliz.
  • Fantasia sobre o futuro. Estar apaixonado é sobretudo olhar para a frente, para o futuro.
E quando é apenas atração física? Estes são os sinais:
  • A cabeça quer, mas o coração não.
  • Não há reciprocidade, um dá e outro recebe.
  • Gosta da pessoa mas não sabe muito sobre ela.
  • Não se sente à vontade para apresentar amigos ou família.
  • Não há planos para o futuro. A atração é sobre espontaneidade, o amor é sobre planos. com informações do Noticias ao Minuto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário